terça-feira, 26 de outubro de 2010

A primeira consulta no ginecologista

Sim, há imensas raparigas (e mulheres!) que fogem só de ouvir a palavra ginecologista. Mas será que há mesmo razão para isso?

Bem, teoricamente a primeira consulta no ginecologista deveria ser quando nos aparece o período pela primeira vez, mas muitas de nós adiam até não conseguir mais, ou seja, até à hora de tomar a pílula (quando começam as primeiras relações sexuais) ou até mesmo até à altura da maternidade.


~ nightcharmer.tumblr


Nada de adiar mais, meninas! A consulta é muito importante, porque há problemas que aparecem muito cedo e todas nós devemos estar preparadas!



Escolha do médico
E aqui entra a grande questão...homem ou mulher? A maioria das raparigas responderia sem hesitar, mulher claro!, mas deverá a resposta ser assim tão imediata?
Normalmente seria bom escolheres um médico que já conheças, ou seja, da tua mãe ou de uma amiga; desde que sintas bem.
Há quem diga que os homens são mais cuidadosos, há quem prefira mulheres, mas isso depende de pessoa para pessoa, claro! Lembra-te que para o ginecologista, a tua vagina é o equivalente a...um olho para um oftalmologista!


Como é o exame?
O médico faz a palpação da mama e da barriga e vê a parte externa da vagina. Procede, depois para o toque interno, para ver o útero e os ovários.
Analisa o canal vaginal e faz o teste do papanicolau, que serve para detectar a presença do HPV (vírus do papiloma humano).
SE fores virgem, não terás exame interno.

Obs. Se ficares muito nervosa, podes adiar o exame para a próxima consulta.


Perguntas do médico
O médico vai fazer-te perguntas de rotina, para que conheça o teu histórico clínico, tais como: quando te surgiu o período, se é regular, se tens dores durante esse tempo, se já tiveste relações sexuais, se utilizas métodos contraceptivos, se existe doenças na família, se fumas, etc.
Lembra-te que há sigilo profissional, por isso não mintas ou escondas nada.

Esclarece-te, tira todas as dúvidas que tenhas acerca do sexo, menstruação, etc, sem medo; o médico é quem te pode ajudar melhor.


~jazzyjenn.tumblr



Assunto mãe
Se não quiseres que a tua mãe assista à consulta, pergunta ao médico à frente dela se é mesmo necessário que esteja presente. De certeza que ele perceberá a indirecta.
Não, o médico não pode contar nada à tua mãe, como referi acima, há um sigilo entre médico e paciente que tem que ser respeitado, não te preocupes.
Para dizeres à tua mãe que queres ir ao ginecologista sem lhe dizeres que queres começar a ter relações sexuais, podes sempre dizer que uma rapariga desde o momento da primeira menstruação tem que ir ao ginecologista para ver se está tudo bem.

Quando ir ao ginecologista se torna uma necessidade
Apesar de não haver uma idade certa para a ida ao ginecologista, é importante que o faças quando
  • inicias a tua vida sexual e queres tomar um método contraceptivo;
  • tens grandes irregularidades nos períodos menstruais;
  • tens períodos muito longos, com pouco intervalo entre eles e com perdas sanguíneas;
  • tens dores fortes durante o período;
  • tens um corrimento invulgar ou intenso, com ardor ou cheiro.

Alguma dúvida é só perguntar! Boa sorte :D


Fontes

3 Opiniões:

butterfly disse...

Girls, muitas doenças sexualmente transmissiveis não são só por contacto sexual, portanto o melhor é ir ao ginecologista mesmo que não tenha acontecido 'nada', logo que haja algo diferente ou ligeiramente errado, toca a ir ao ginecologista :)

innes disse...

É verdade! A consulta ao gineco é quase inadiável!

Giulia F. T. disse...

Olá, adorei a matéria...
Bom, fiquei menstruada com 11 anos, e 1 mês depois, minha mãe quis me levar no ginecologista, ela queria levar no dela, mas eu não quis, porque ele é um homem, e frequenta a mesma igreja que eu, então achei melhor não! Fui em uma mulher, e admito: estava bem nervosa! Mas foi tudo normal, fiquei com muita vergonha, mas passou, e eu acho que foi a melhor escolha!

Enviar um comentário